Felgueiras

Jugueiros

 

Jugueiros é uma freguesia com características muito próprias e diferenciadoras: a sua ruralidade é algo que predomina ainda na atualidade. Nas primeiras inquirições, realizadas por D. Afonso II, em 1220, já a freguesia de Jugueiros era pertença do Mosteiro de Pombeiro, estando por isso sob jurisdição do referido Mosteiro e não da Coroa. Duas pontes medievais – a ponte de Travassós e ponte de S. João – marcam o património arquitetónico da freguesia, bem como o seu característico Largo do Assento. Este último concentra em si, para além do coreto da freguesia, símbolo de reunião da população, construções de burguesia rural, mas também construções de arquitetura brasileira.

 

Um período quase feudal, próprio da ruralidade, que foi abandonado há relativamente poucos anos, existindo ainda hoje pessoas que passaram grande parte das suas vidas sob o feudo dos seus senhorios, no que respeita ao trabalho das terras. A habitação destas, seguramente, era diferente da dos caseiros e hoje ainda é possível observar casas e solares na freguesia que marcam essa paisagem própria de uma burguesia rural. Outra das construções que marca a paisagem da freguesia, em particular no lugar do Assento, são as construções de arquitetura brasileira, testemunho dos “torna-viagem”, felgueirenses que emigraram para o Brasil e, após fazerem fortuna, regressaram à sua terra.

 

A acrescentar ao património arquitetónico, o património natural com paisagens únicas e idílicas de levadas e cascatas que testemunham um passado duro de trabalho, onde a força das águas movia os moinhos e desfazia o milho em farinha para alimento da população. No que concerne às tradições, as associadas ao mundo rural são as mais visíveis, destacando-se a cultura do linho. Este trabalho era árduo, uma vez que, para além da demora do cultivo, o processo entre a plantação e a cura do linho era moroso. As gentes faziam deste processo pequenos motivos de festa e por isso a apanha, o ripar do linho e a espadelada eram momentos marcantes da vida social e festiva da freguesia.