Cinfães

Nespereira

 

Nespereira é uma freguesia que conta com uma vasta riqueza patrimonial, cultural, natural, ambiental, gastronómica, humana e social. Foi vila e sede de concelho e, após a sua extinção, passou a integrar o concelho de Sanfins, extinto em 24 de outubro de 1855, data a partir da qual passou a integrar o concelho de Cinfães. Situada dentro de um triângulo com imenso potencial – Paiva, Douro e Montemuro –, a freguesia estende-se desde as “cristas” da serra do Montemuro, a mais de 1000 metros de altitude, até ao vale do Ardena, com 300 metros de altitude.

 

Nesta “viagem” encontramos aspetos únicos que vão desde as mamoas do Chão de Brinco, monumento megalítico, passando pelas minas da Fraga da Venda, onde se encontram vestígios de minas de estanho e volfrâmio. Outro local de visita obrigatória é o Parque de Nossa Senhora de Lurdes, junto à Igreja de Santa Marinha, onde existe uma réplica da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, que se encontra em Massabielle, França. Um espaço arborizado e com vegetação abundante que dispõe de zonas pedonais, áreas para desporto e lazer, zona de merendas e um passadiço em madeira junto ao ribeiro de Santa Marinha. O Alto da Nossa Senhora do Castelo, a Ponte da Balsa, o rio Ardena, as quedas de água da Falfa e Golas e a Pedra da Moira são também locais de excelência para uma visita com amigos ou em família.

 

A gastronomia é outra das vertentes que se destaca nesta freguesia. O cabrito e anho assado, a vitela na brasa, os mílharos, os rojões caseiros e o bacalhau com batatas a murro são algumas das inúmeras ofertas gastronómicas que se regam com o famoso vinho verde de Cinfães. Na doçaria tradicional, é obrigatório provar os bolinhos de manteiga, a sopa seca e o pão de ló. No artesanato, realce para a cestaria de breza, a tecelagem de lã e a tecelagem de linho. Monumentos religiosos, parques de lazer, casa-museu, parques desportivos, pontes, açudes, moinhos e muita natureza que inspira. Nespereira é, portanto, um local de encontros.